terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Escola do Movimento - Ivaldo Bertazzo

Corpo Vivo é a mais recente publicação de mais de 35 anos de pesquisas do dançarino, coreógrafo e pesquisador do corpo e do movimento, que desenvolveu a metodologia da escola do movimento, paulistano, há décadas ministra cursos e worshops sobre a reeducação do corpo para o movimento e exercícios multifuncionais que previlegiam o fortalecimento do corpo e sua estrutura óssea e muscular conectados ao sistema nervoso funcional contra a gravidade, com movimentos treinados sempre em pé, na condição de alerta, de tonos muscular. Devemos estimular e educar o corpo para estar sempre de prontidão, isso garante a saúde e longevidade estrutural e funcional do nosso corpo.

Bertazzo tem sua escola na Rua Cotoxó, 1 - Pompeia - Zona Oeste de S. Paulo, onde encontramos um ambiente clean e multicultural, onde já desenvolveu grandes coreografias em parceria com o SESC com o projeto Samwad e Milágrimas, com jovens de diversas comunidades da metrópole paulistana,provocando a construção de coreografias com movimentos criados e reelaborados pelos próprios jovens a partir de suas experimentações e pesquisas multiculturais e aos alunos que procuram como terapia a reeducação do movimento, Ivaldo promove a saúde funcional do movimento corporal.

O SESC junto com Bertazzo, vem promovendo um novo conceito com o programa de Ginástica Multifuncional - GMF,que promove o contato com exercícios e treinos que estimulem mais a reeducação do movimento multifuncional, mais movimentos em pé,criando situações de desequilíbrio propositais,onde na instabilidade se desenvolvem posturas e reorganizações neurosensoriais e estruturais dos movimentos do corpo e com isso mais força e saúde integral do ser.

Esta fisioterapia corporal, que reconhece,reaprende e reeduca o corpo para os movimentos cotidianos, usando as suas propriocepções (percepções sobre o próprio corpo),como usar o ato de comer para exercitar por exemplo, a complexa musculatura facial e temporo-mandibular. Usar os dedos, as extremidades, para reaprender a usar a postura correta de se sustentar em pé pelos artelhos (dedos dos pés) e não com os calcanhares, para se locomover e andar...Isso garante a flexão motora.

Como diz Bertazzo, nunca espere um ônibus ou metrô relaxado,descansando sobre uma das pernas,isso é péssimo, é um típico exemplo de quando estragamos nosso corpo com posturas erradas, viciadas e que não servem para nos manter saudáveis...pois, temos que ficar sempre com o corpo em posição de prontidão de força muscular, um apoio-sustentado em uma postura com manutenção do tônus muscular, valorizar exercícios de marcha, de funcionalidade para andarmos, apanharmos objetos, pularmos, agarrarmos coisas no alto e no baixo, dançar é um movimento saudável e funcional,pois envolve todos os sentidos e musculaturas do cotidiano...!

Aqui algumas dicas do Bertazzo:

SPA do Movimento!!!!

http://www.ivaldobertazzo.com.br/

www.folha.com/eq928443

Aconselha aos seus alunos experimentarem o ritual do esfrega-esfrega, um"scrub" de esfregação,antes ou depois do banho,por cerca de 6 minutos, escovando o corpo em suas articulações e pontos nervosos ao redor dos olhos,nuca, cotovelos, joelhos e cabeça.

A parte da frente do corpo deve ser massageada e esfregada debaixo para cima e a parte de trás do corpo deve ser estimulada com esfregações no sentido para baixo, isso obedece o sentido das musculaturas corporais. Atua ativando o sistema nervoso e circulatório,acorda os neuroreceptores musculares e motores.

Óleos de amêndoa,palma e gengibre são quentes e ótimos estimulantes musculares.

Ao batermos levemente com os dedos sobre a pele e percurtirmos os ossos do corpo,estimulamos como se massageássemos pele - músculos - osssos.

A respiração, assim como no ioga, é outra dica de ser organizada de acordo com os movimentos, valorizando um maior tempo de expiração (soltar o ar) e um menor tempo de inspiração (entrada de ar),assim, nosso sangue fica menos intoxicado!

Não seja preguiçoso comseu próprio corpo, promova a manutenção da sua saúde, buscando uma reeducação do movimento corporal e postural.




domingo, 18 de dezembro de 2011

BPAe BPDE :Já ouviu falar??

O BPA e BPDE são substâncias tóxicas presentes em diversos tipos de plásticos, principalmente os bem transparentes, não podem estar presentes em plásticos que serão usados para alimentos, logicamente contaminam e podem causar câncer, segundo diversas pesquisas recentemente realizadas.

Se olharmos ao nosso redor chegamos a conclusão que o mundo acabará envolvido em plástico,não parece mais ser apenas uma expressão e isso não é nada bom...Aliás, isso não é um modo de se falar, pois já existe uma grande ilha flutuante no oceano Pacífico de lixo plástico, que bóia trasformando uma área do tamanho de São Paulo em mar desértico,muitos animais marinhos morrem sufocados ou engasgados em sacolinhas plásticas...Pouco se conta sobre isso...!

Você já reparou que algumas embalagens de plástico de alimetos tem que vir com um selo dizendo que não possuem BPA e BPDE, como já vi em uma vasilha para guardar alimetos congelados da"Plasútil" que reforça não conter estes componenetes emsuas embalagens, isso comprova o quão é nocivo e quanto já estivemos em contato e não sabíamos!!!

Quem inventou este tipo de plástico, nunca poderia ter deixado produzirem mamadeiras por exemplo,com esta substância presente, mesmo assim isso já ocorreu...! Vejam como estamos sempre sendo cobaias de algumas indústrias irresponsáveis com a saúde pública...

O BPA,Bisfenol A é uma substância usada para aumentar a maleabilidade dos plásticos, ficando mais moles e flexíveis, porém são ativadas quando o plástico é aquecido, o que resulta em liberar a substância no alimento que estiver em contato, por ser semelhante ao hormônio estrógeno, acaba em excesso de contato provocando câncer e ativando precocemente a puberdade em meninas, segundo pesquisas, assim cuidado pesquise antes o produto que for comprar de plástico para usar em alimentos e não aqueça junto em microondas por exemplo, isso pode ser muito nocivo à saúde sua e de crianças!!!

Menos é mais! SESCSP x Resíduos sólidos

SESC SP lançou há cerca de 2 anos o programa: Lixo - Menos é mais, como uma das ações afirmativas para disseminar o conceito internamente em suas 32 Unidades por todo o Estado de São Paulo, de educação para a sustentabilidade e redução da produção de resíduos sólidos da instituição.

O SESCSP tem 65 anos de existência,como foi fundado em 1946, em Teresópolis - RJ, por um decreto lei assinado pelo então presidente da república, Eurico Gaspar Dutra e um grupo de empresários visionários, entre eles Roberto Simonsen, Basílio Machado Neto e Alcântara Machado, entre outros auspiciosos comerciantes e industriais, que elaboraram a Carta da Paz, como a certidão de nascimento e intenções arrojadas do Serviço Social do Comércio - SESC, Serviço Nacional da Aprendizagem - SENAC,Serviço Social da Indústria - SESI e Serviço Nacional da Aprendizagem Industrial - SENAI, instituiçõesprivadas, matidas por arrecadação compulsória de 1,5% da folha de pagamento dos comércios e indústrias contribuintes, que erguem gerações, promovendo a formação e qualificação profissional de ótimos técnicos e profissionais até hoje, bem como promovendo o bem-estar, qualidade de vida e reforçando a missão de dar acessibilidade à educação, cultura e lazer dos comerciários, industriários e suas famílias, bem como os trabalhadores das áreas de serviços,saúde e turismo, reforçando valores de respeito, ética,humanização, valorizando a diversidade cultural e promovendo a inclusão por meio de ações e programastransformadores da sociedade. Tarefa nada fácil, mas se tornou a força motriz da instituição junto a FIESP e FEComércioSP, onde muito vendo sendo investido em novas unidades mais ecoeficientes e cada vez mais acessíveis à sociedade como um todo.

Sabemos hoje que cerca de 1% apenas do resíduo reciclável do lixo doméstico da Capital Paulista é realmente reciclado após passar por cooperativas de triagem e coleta seletiva, isso mostra o quanto ainda temos que trabalhar e nos comprometer em realizar o descarte correto e consciente de nossos resíduos sólidos e mesmo dos líquidos. Sem dúvida menos lixo produzido,será mais qualidade de vida, menos desperdício, mais sustentabilidade em nossos processos e negócios, mais verbas destinadas para o desenvolvimento de pessoas e regiões...

Mesmo o SESC, também sofre com os problemas da geração de lixo, assim recentemente técnicos da área ambiental da instituição, iniciaram o programa interno de sensibilização sobre os 5 erres: Recusar, Reduzir, Reutilizar, Repensar e Reciclar os resíduos, embalagens e objetos que são descartados dos processos de produção doméstica e organizacional, reeducando os funcionários quanto ao consumo, reduzindo o desperdício, recusando produtos não responsáveis ecologicamente, repensando processos, hábitos e consumos, evitando o consumismo, reeducando fornecedores e colaboradores externos, recusando descartáveis, modernizando equipamentos e edifícios para serem mais ecoeficientes, reaproveitando materiais e poupando matéria-prima e encaminhando corretamente seus resíduos para cooperativas de catadores, como a Cooperativa Tietê, parceira do SESC e que vem crescendo e dignificando seu trabalho.

Vale a pena conferir o filme documentário de Vick Muniz - Lixo Extraordinário, que se passa na comunidade da atual cooperativa do lixão de Gramacho - RJ.

Faça mais pelo nosso Planeta! Colabore com a redução do lixo doméstico, pensebem, quando estiver diante da prateleira no supermercado ou no shopping,preciso ou quero? Com ou sem sacolinha ou excesso de embalagens? Compro perto ou longe de onde moro? Devo escolher algo ambientalmente responsável ou não estou nem ai pra isso? Só o governo é responsável ou as indústrias também? Posso colaborara com esta ideia e não ser consumista ou isso não écomigo? Posso aplicar os 5 Rs no meu cotidiano ou isso é besteira? Moro neste Planeta ou que ele vire um lixo inabitável e doente?

Podemos ser pequenos diante dos desafios,mas se cada um fizer o seu papel, mudamos o mundo!

Feliz 2012!

Guardiões da Cidade

Lanço aqui uma proposta para 2012.
As cidades e principalmente os bairros, deveriam ter um grupo de pessoas, contratadas pela própria comunidade, para serem os "Guardiões Urbanos", como educadores do bairro, ajudariam a preservar a região,criar campanhas e ações que articulem e rede sociocultural da região, como constantes educadores ambientais, não fiscalizando, mas mostrando aos moradores,comerciantes e passantes locais o motivo de preservar, manter limpeza e conservação dos bens públicos, ajudando no verde local e em todo o sistema urbano, no trânsito, aos pedestres, próximo aos meios de transporte público, praças,museus e escolas, prestando informações e sendo parceiros na segurança da região evitando que a violência domine ao estarem atentos e mantendo contato com a polícia, bombeiros e serviços de emergência e defesa civil. Seriam como um grupo de síndicos do bairro!!
O que mais falta nas grandes e mesmo nas pequenas cidades, são pessoas dispostas a ajudar a região a crescer e se desenvolver de modo mais humanizado,co-participativo com o governo, pois só assim a sociedade será mais ativa exercendo sua cidadania e tendo um nicho ecológico no ecossistema urbano que pertence. Só assim, seremos talvez agentes transformadores,não passivos aos problemas e desafios da agenda 21 socioambiental do pedaço!

confira como está sua pegada ecológica,como consome seu planeta?

http://www.pegadaecologica.org.br/

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Obsolescência Programada: O motor do Capitalismo

Obsolescência programada, você já ouviu falar sobre isso?
Pois é, dificilmente ouvirá ou encontrará artigos sobre isso na grande mídia e imprenssa convencional, pois este conceito, estratégia e mecanismo de manipulação da sociedade consumidora, não é interessante de ser divulgado e revelado, pois é a chave do consumismo que alimenta o mundo do Capitalismo há décadas...

Que bom que temos a Internet, como ao menos um veículo democrático e aliado da comunicação tática e inclusiva, que permite termos acesso as informações que circulam pelas redes sociais e alternativas, que voltam a alertar e provocar sobre esta reflexão!

Porém, os equipamentos e tecnologias que usamos para isso é que são, junto conosco uma das vítimas desta tramóia que é o motor secreto do consumismo, que é fazer e planejar de modo organizado e silencioso, em cartéis das indústrias, formas de garantir que os produtos tenham uma vida mais curta, fiquem logo obsoletos sem necessidade, para que nós precisemos comprar novos e assim fazer girar a roda da economia e do capitalismo. Outra estratégia é a sofisticada elaboração de produtos que nos tornem dependentes, como a invenção do ciclamato monosódico, que presentes em alguns alimentos, como salgadinhos, fazem o efeito do "impossível comer um só", ou as drogas legais como a cerveja e o cigarro...! Sem falar do recente absurso de criarem um novo padrão, dito mais seguro, de tomadas que obriga todo brasileiro a trocar suas tomadas, fora que equipamentos novos vem incompatibilizando o uso de extensões e filtros de linha, não tão antigos...obrigando que compremos no mínimo uma tomada adaptadora...

Por um lado, esta estratégia nos faz acreditar que realmente perderemos emprego se não formos consumistas, pois nesta lógica, a produção não pode parar, a indústria não pode produzir e vender algo que dure muito e só seja consumido a cada 20 ou 30 anos...Não, isso não existe mais...carros, eletrodomésticos e roupas que duram muito,não é mais comum. Por outro lado, percebemos, se estivermos atentos, que esta lógica perversa, só permite produtos duradouros, se forem bem caros e inacessíveis, para evitar desestabilizar este ciclode consumo, com isso, nos mostra e confirma suas intenções de poder e dominação.

Fica evidente que seria mais correto e sustentável durar mais, uma vez que economia e ecologia andam juntas! Tornar um produto obsoleto e programar que dê defeitos, que dure menos tempo, que sempre sejam lançados novos modelos, não é interessante para quem compra, é lógico que a era dos descartáveis sairá caro para o planeta!

Hoje pagamos muito caro pelos produtos e sempre eles tem uma garantia extendida, uma forma de reforçar que são de baixa durabilidade, logo não são de qualidade como antes...

Vale a pena assistir no youtube aos vídeos:

A História das coisas
Obsolescência Programada
Zeitgeist

São documentários curtos, que abrem esta discussão inteligente sobre a gestão do consumo, alertam sobre as armadilhas do consumismo contemporâneo, nos colocam a pensar sobre como governos decidem por nós, quanto a forma de vivermos e acreditarmos em algo que o poder usará para nos controlar e obter sua riqueza... Como os USA fazem quanto a indústria bélica, onde bancam e investem em guerras, armas e tecnologias de segurança e defesa, invadem territórios, apenas para vender segurança criando a insegurança...

Precisamos avançar no debate sobre o futuro que queremos, não devemos mais aceitar o PIB como referência de sustentabilidade, pois agora sabemos que não o é, temos que buscar, como no Butão, um novo olhar, podemos criar novos índices, como o FIB, onde não são os lucros com guerras e sim a noção da felicidade e qualidade de vida de uma nação que devem pesar mais ao crescimento de um país!!

Cuidado ! Estamos sendo enganados diariamente sobre nosso próprio destino, vejam como as coisas estão tomando rumos incontroláveis pelos governantes...A Europa está se aruinando em dívidas geradas pelo consumismo, mas que não contava com a revolta e denúncia popular...A sugestão equivocada e estratégica de tentarem dividir o Pará, é outro exemplo atual junto com a indecorosa proposta de construção da hidroelétrica de Belo Monte, onde novamente reforça o imediatismo do consumismo e da noção exploratória dos apenas vistos como recursos naturais a serem exauridos pelo poder de uma minoria irresponsável, tudo sempre em nome da Obsolescência Programada...destruir para consumir...até quando?